Saberes portugueses no urbanismo do Brasil no século XIX

Pedro Paulo Palazzo

Ciclo de oficinas « Paisagens de influência portuguesa. Equipamentos e espaço público », coordenado por Antonieta Reis Leite, Catarina Marado e Sidh Mendiratta, 2019

De onde partimos

Planta topográfica da cidade de Lisboa arruinada também segundo o novo alinhamento dos architectos Eugénio dos Santos Carvalho e Carlos Mardel, 1756. Edição fac-similar por João Pedro Ribeiro, 19491
Filipe Sturm. Planta da nova Villa de Barcellos (Capitania do Rio Negro, atual estado do Amazonas), 1762.3 Arquivo Histórico do Exército Brasileiro
Luís da Cunha Meneses. Planta de Villa Boa Capital da Capitania g.al de Goyás, 1782, copiada por Manoel Ribeiro Guimarães.4 Arquivo Histórico Ultramarino
José Clemente Pereira sobre levantamento de Arnaud Julien Pallière. Projeto de urbanização da Vila real da Praia Grande, atual Niterói, 1819.5 Sociedade de Geografia de Lisboa
Vicente da Costa e Almeida, Pedro Bellegarde, Júlio Frederico Koeler e Joaquim Raiumundo de Lamare. Cidade de Niterói, planta de 1833 demonstrando a ocupação do projeto urbanístico de 1816–1820.6 Biblioteca Nacional (Brasil)
José María Manso, Niterói e Rio de Janeiro em 1850.7 Biblioteca Nacional (Brasil)

Cidades « novas » no Brasil imperial

Traçado urbanístico de João Isidoro da Silva França, executado por José dos Santos e Silva para Teresina, 1855. Secretaria Municipal de Planejamento, 2014
Bento de Figueiredo Tenreiro Aranha. Cópia da planta de Barcelos de Filipe Sturm, início do século XIX?.10 Biblioteca Nacional (Brasil)
João Baptista de Figueiredo Tenreiro Aranha. Manaus A.D. 1852, reprodução manual de 1897.11 Biblioteca Nacional (Brasil)
João Miguel Ribas. Carta cadastral da cidade e arrabaldes de Manaos, 1892–1896.12 Biblioteca Nacional (Brasil)
Francisco Pereira da Silva. Planta da cidade de Aracaju. Esquerda: arraial das Olarias em 1856; direita: implantação do projeto de Sebastião Basílio Pirro em 185713

Expansões urbanas: Avenidas e freguesias

Carta topográfica da cidade de Lisboa, de Filipe Folque, 1871, com sobreposição dos planos de melhoramentos de Ressano Garcia e outros, transcritos por Miguel Carlos Correia Pais, 1882.15 Biblioteca Nacional (Portugal)
Caldeira Pires. Planta de Lisboa e seus arredores, 1885.16 Biblioteca Nacional (Portugal)
Planta de Maputo em 1925.17 Biblioteca Nacional (Portugal)
Marcos Leschaud. Planta de Curitiba em 1894. Reconstituição de 1927.18 Arquivo Nacional (Brasil)

Preenchimentos da malha urbana

Augusto Gerado Telles Ferreira. Carta topográfica do Porto, 1892.19 Arquivo Histórico Municipal
Edward Gotto. Plan of the city of Rio de Janeiro, 1871.20 Biblioteca Nacional (Brasil)

Obrigado pela atenção

palazzo@unb.br

Nota biográfica

Professor de teoria, história e crítica na Faculdade e no Programa de Pós-graduação em Arquitetura e Urbanismo da Universidade de Brasília. Investigador visitante no Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra (2019–2020). Líder do grupo de investigação Documentação, Modelagem e Conservação do Património, certificado pelo Conselho Nacional para o Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq, Brasil). Actualmente investiga a arquitetura e o urbanismo do Brasil no século XIX, com ênfase na consolidação de tradições vernáculas e eruditas e nas trocas culturais continuadas com Portugal.

Fontes e referências bibliográficas

Braz e Silva, Angela Martins Napoleão. «Planejamento e Fundação Da Primeira Cidade No Brasil Império». Cadernos Proarq 13, n. 18 (2012): 215–36. http://cadernos.proarq.fau.ufrj.br/en/paginas/edicao/18.

«Carta Cadastral Da Cidade e Arrabaldes de Manaos». 1 mapa : col. ; 88 x 66 cm. Lisboa: Lith. Ca. Nal. Editora. Acedido 9 de Dezembro de 2019. http://acervo.bndigital.bn.br/sophia/index.asp?codigo_sophia=83489.

«Carta topographica da cidade de Lisboa reduzida da que foi levantada na escala 1:1000 em 1856 a 1858; Esta carta indica os melhoramentos posteriores e o projecto d[e] algumas obras d[e] arte a executar no futuro pelo engenheiro M. C. C. Paes, 1882». [Lisboa: Direcção Geral dos Trabalhos Geodésicos, 1882.

«Carta Topographica Da Cidade Do Porto». Planta. Porto, 1892. http://gisaweb.cm-porto.pt/units-of-description/documents/380170/documents/.

Nogueira, Adriana Dantas. «Análise sintático-espacial das transformações urbanas de Aracaju (1855-2003)». Tese (doutorado em Arquitetura e Urbanismo), Faculdade de Arquitetura, Universidade Federal da Bahia, 2013. http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/12296.

O Clero no Parlamento brasileiro: Câmara dos Deputados (1843-1862). Câmara dos Deputados, Centro de Documentação e Informação, Coordenação de Publicações, 1844. http://books.google.com?id=rFpaAAAAIAAJ.

«Plan of the City of Rio de Janeiro, Brazil. Surveyed in 1866…». 1 atlas (29 plantas) : col., litografia ; 65,5 x 98. London: Robert J. Cook, 1871. http://acervo.bndigital.bn.br/sophia/index.asp?codigo_sophia=21957.

«Planta Da Cidade de Aracajú». Aracaju, 1857. http://acervo.bndigital.bn.br/sophia/index.asp?codigo_sophia=90020.

«Planta Da Cidade de Curityba Capital Do Estado Do Paraná», 1894. https://www.flickr.com/photos/arquivonacionalbrasil/35797708495/.

«Planta da cidade de Lisboa e seus arredores». Lisboa: Lithografia Malta Ca, 1885.

«Planta Da Cidade de Manaos A.D. 1852». 1 mapa ms. col., aquarelado ; 20,8 x 33,4cm em f. 29 x 41,5 cm. Manaus, 1897. http://acervo.bndigital.bn.br/sophia/index.asp?codigo_sophia=23855.

«Planta Da Nova Villa de Barcellos, Aqual Se Vai Executando Por Ordem Do Ill.Mo S.r Joaquim de Mello Povoas Gov.or Desta Capitania, Conforme o Novo Projecto, Que Se Acha Lavado de Incarnado, E o Que Se Acha de Preto, He a Villa Antiga», sem data.

«Planta de Villa Boa Capital Da Capitania g.al de Goyás, Levantada No Ano de 1782, Pelo Il.Mo e Ex.Mo Snr. Luis Da Cunha Menezes, Governador, e Capm General Da Mesma Capitania, e Copiada Pelo Soldado Dragaõ Manoel Ribeiro Guim.Es, Na Qual Demonstra Tambem Alem Das Declaraçoens Feitas No Canvoâ (Sic), q. a Dita V.a Tem Actualmente 554 Moradas de Cazas, Habitadas Por 3.000 Pesoas...» Del. Manoel Ribeiro Guimarães. Goiás, 1782. https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Vila_Boa_de_Goi%C3%A1s_1782_Lu%C3%ADs_da_Cunha_Meneses_GO_01b.jpg.

«Planta geral da cidade e porto de Lourenço Marques». Lourenço Marques, 1925. http://purl.pt/17255.

«Plantas topográficas de Lisboa». Lisboa: Câmara Municipal, 1950.

«Projecto de Edificação Da Nova Villa Real de Praia Grande, Delineado Pelo (...) José Clemente Pereira Primeiro Juiz de Fora Da Mesma Villa Sobre a Planta Do Terreno Levantada Pelo Major Arnaud Julien Pallière Em 1819.», 1819. https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Palli%C3%A8re_Niter%C3%B3i_1819_RJ37.jpg.

Teixeira, Manuel C. A forma da cidade de origem portuguesa. São Paulo: Unesp : Imprensa Oficial do Estado, 2012.

«Villa de Barcelos 1762». Acedido 8 de Dezembro de 2019. http://acervo.bndigital.bn.br/sophia/index.asp?codigo_sophia=885.


  1. «Plantas topográficas de Lisboa» (Lisboa: Câmara Municipal, 1950), pr. 2.↩︎

  2. Manuel C Teixeira, A forma da cidade de origem portuguesa (São Paulo: Unesp : Imprensa Oficial do Estado, 2012).↩︎

  3. «Planta Da Nova Villa de Barcellos, Aqual Se Vai Executando Por Ordem Do Ill.Mo S.r Joaquim de Mello Povoas Gov.or Desta Capitania, Conforme o Novo Projecto, Que Se Acha Lavado de Incarnado, E o Que Se Acha de Preto, He a Villa Antiga», sem data.↩︎

  4. «Planta de Villa Boa Capital Da Capitania g.al de Goyás, Levantada No Ano de 1782, Pelo Il.Mo e Ex.Mo Snr. Luis Da Cunha Menezes, Governador, e Capm General Da Mesma Capitania, e Copiada Pelo Soldado Dragaõ Manoel Ribeiro Guim.Es, Na Qual Demonstra Tambem Alem Das Declaraçoens Feitas No Canvoâ (Sic), q. a Dita V.a Tem Actualmente 554 Moradas de Cazas, Habitadas Por 3.000 Pesoas...», Del. Manoel Ribeiro Guimarães (Goiás, 1782), https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Vila_Boa_de_Goi%C3%A1s_1782_Lu%C3%ADs_da_Cunha_Meneses_GO_01b.jpg.↩︎

  5. «Projecto de Edificação Da Nova Villa Real de Praia Grande, Delineado Pelo (...) José Clemente Pereira Primeiro Juiz de Fora Da Mesma Villa Sobre a Planta Do Terreno Levantada Pelo Major Arnaud Julien Pallière Em 1819.», 1819, https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Palli%C3%A8re_Niter%C3%B3i_1819_RJ37.jpg.↩︎

  6. Ibid.↩︎

  7. Ibid.↩︎

  8. Angela Martins Napoleão Braz e Silva, «Planejamento e Fundação Da Primeira Cidade No Brasil Império», Cadernos Proarq 13, n. 18 (2012): 220, http://cadernos.proarq.fau.ufrj.br/en/paginas/edicao/18.↩︎

  9. O Clero no Parlamento brasileiro: Câmara dos Deputados (1843-1862) (Câmara dos Deputados, Centro de Documentação e Informação, Coordenação de Publicações, 1844), 441, http://books.google.com?id=rFpaAAAAIAAJ.↩︎

  10. «Villa de Barcelos 1762», acedido 8 de Dezembro de 2019, http://acervo.bndigital.bn.br/sophia/index.asp?codigo_sophia=885.↩︎

  11. «Planta Da Cidade de Manaos A.D. 1852», 1 mapa ms. col., aquarelado ; 20,8 x 33,4cm em f. 29 x 41,5 cm. (Manaus, 1897), http://acervo.bndigital.bn.br/sophia/index.asp?codigo_sophia=23855.↩︎

  12. «Carta Cadastral Da Cidade e Arrabaldes de Manaos», 1 mapa : col. ; 88 x 66 cm. (Lisboa: Lith. Ca. Nal. Editora), acedido 9 de Dezembro de 2019, http://acervo.bndigital.bn.br/sophia/index.asp?codigo_sophia=83489.↩︎

  13. «Planta Da Cidade de Aracajú» (Aracaju, 1857), http://acervo.bndigital.bn.br/sophia/index.asp?codigo_sophia=90020.↩︎

  14. Adriana Dantas Nogueira, «Análise sintático-espacial das transformações urbanas de Aracaju (1855-2003)» (Tese (doutorado em Arquitetura e Urbanismo), Faculdade de Arquitetura, Universidade Federal da Bahia, 2013), 158, http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/12296.↩︎

  15. «Carta topographica da cidade de Lisboa reduzida da que foi levantada na escala 1:1000 em 1856 a 1858; Esta carta indica os melhoramentos posteriores e o projecto d[e] algumas obras d[e] arte a executar no futuro pelo engenheiro M. C. C. Paes, 1882» ([Lisboa: Direcção Geral dos Trabalhos Geodésicos, 1882).↩︎

  16. «Planta da cidade de Lisboa e seus arredores» (Lisboa: Lithografia Malta Ca, 1885).↩︎

  17. «Planta geral da cidade e porto de Lourenço Marques» (Lourenço Marques, 1925), http://purl.pt/17255.↩︎

  18. «Planta Da Cidade de Curityba Capital Do Estado Do Paraná», 1894, https://www.flickr.com/photos/arquivonacionalbrasil/35797708495/.↩︎

  19. «Carta Topographica Da Cidade Do Porto», Planta (Porto, 1892), 255, http://gisaweb.cm-porto.pt/units-of-description/documents/380170/documents/.↩︎

  20. «Plan of the City of Rio de Janeiro, Brazil. Surveyed in 1866…», 1 atlas (29 plantas) : col., litografia ; 65,5 x 98. (London: Robert J. Cook, 1871), http://acervo.bndigital.bn.br/sophia/index.asp?codigo_sophia=21957, pr. 9.↩︎